Morgadio da Calçada

UMA CASA, VÁRIAS ÉPOCAS, O MESMO CHARME

Mandada construir no final do século XVII pelo desembargador Jerónimo da Cunha Pimentel, a casa do Morgadio da Calçada é um dos mais antigos e importantes solares de Provesende. Tendo desempenhado um papel central no desenvolvimento da região, o edifício ainda mantém a traça original e a capela edificada no século XVIII, dedicada a S. Jerónimo.

Palco de vários acontecimentos marcantes até ao advento da República, o Morgadio da Calçada herdou a tradição palaciana dos grandes salões “enfilade”. Hoje ainda mantém os tetos, as cores interiores originais e o mobiliário de época, que empresta ao ambiente moderno o charme das grandes casas vinhateiras do Douro.

Desde a abertura ao público, nos anos 90, têm passado pelo Morgadio da Calçada várias personalidades nacionais, como Manoel de Oliveira, Mário Soares, Siza Vieira, Miguel Cadilhe ou Braga da Cruz.

PROTOCOLO